• Arthur Mesquita Camargo

A idea brilhante de Maduro: El Petro.


No dia 4 de dezembro, o Presidente da Venezuela Nicolas Maduro fez um anúncio: a criação de uma criptomoeda, batizada de El Petro, que servirá para efetuar transações financeiras no exterior.

Segundo o Presidente Venezuelano, a nova moeda “será lastreada pelas reservas venezuelanas de petróleo, diamantes e outros minerais“ e permitirá que a Venezuela avance “para novas formas de financiamento internacional”, visando o desenvolvimento social e econômico do País.

A Venezuela está passando por uma crise econômica sem precedentes. Em Agosto, o presidente Donald Trump assinou um decreto proibindo que empresas ou pessoas físicas com base nos Estados Unidos possam comprar novos bônus emitidos pela Venezuela e a PDVSA, petrolera venezolana.

Ainda, no velho continente, a União Europeia anunciou um embargo de exportação de armas e vetou viagens em território europeu de autoridades venezuelanas e representantes de instituições que tenham ligação com o governo do país sul-americano, além de bloquear as contas bancárias de funcionários do alto escalão do Estado.

Os maiores compradores da dívida venezuelana são os Americanos. De acordo com a Bloomberg, o maior comprador de títulos do governo da Venezuela é o banco Goldman Sachs, com US$ 2,07 bilhões de investimentos em títulos da dívida. Em seguida, vem o fundo de investimento Black Rock, com U$ 1,7 bilhão; por último, o fundo Fidelity Management and Research com US$ 1,1 bilhão. Além disso, outros pequenos e médios investidores estadunidenses detêm mais de US$ 100 bilhões em títulos venezuelanos.

 Fonte: https://si.wsj.net/public/resources/images/BA-BO021_OV_ill_M_20170407215526.jpg

No próximo ano, o governo venezuelano deverá pagar mais de 9 bilhões de dólares, referentes a juros e principais de seu bônus soberano. Como solucionar esse xadrez? Sejamos honesto, Maduro foi sensato em pensar em moeda digital.

A Venezuela vive uma ditadura há anos. Repressões. Má Gestão. Corrupção. Desvios. Censura. Todos os atributos de um país governado por um tirano. Mas… Se você fosse o ditador e quisesse ficar lá no seu país, fazendo a suas “tiranices”, qual é a estratégia? Deixar o povo morrer, não dá. Deixar a economia ruir, impossível. Renunciar? Jamais! Afinal, você é o tirano!

Vamos lá, qual a solução? Você precisa de financiamento! Você precisa vender petróleo! Você precisa importar produtos e serviços, mas não tem dólares! Como acessar conseguir financiamento, o mercado externo, romper barreiras, negociar com quem quer negociar com você, sem precisar de autorização ou fiscalização do estado? Como participar de uma anarquia financeira organizada? Como?

Blockchain.

“Aquela tecnologia mágica”, como um leitor e telespectador dos Argonautas chamou. É meus amigos.... Essa tecnologia pode ser usada também pelo lado negro da força. Imagine a Terra como uma economia única. Instituições formais únicas. Qual instituição informal pode passar como a gravidade por tudo e por todos e não ser impedida? Blockchain (assista aos episódios 1 e 2 do nosso curso de blockchain no youtube).

Por incrível que pareça, é na crise que surge a oportunidade. A Venezuela deu um passo gigante para manipular este instrumento poderosíssimo que navega pela internet e não pode ser barrado, por ninguém.

“A Revolução agora é descentralizada!” - poderia gritar Maduro do alto de seu palácio.  

E, é intrigante pensar que este movimento já começou. Em setembro, antes do anúncio da El Petro, Maduro também anunciou que Caracas iria criar um novo sistema de pagamento internacional, com base em várias moedas, em alternativa ao dólar norte-americano. Ressalte-se que este movimento venezuelano (de mudar a cotação do petróleo para outro tipo de moeda) foi reverberado na comunidade internacional - em outubro, a Arábia Saudita também cogitou a possibilidade de mudar a cotação do barril de petróleo.

Ao SputnikNews, Vasily Koltashov do Centro de Estudos Econômicos do Instituto de Globalização e Movimentos Sociais da Rússia disse o seguinte:

"Podemos parabenizar a liderança venezuelana, pois ela tomou uma decisão que já há muito tempo tem estado pendente e virou um dos pioneiros nesse sentido, porque a recusa de pagamentos petrolíferos em dólares é o primeiro passo para descartar o uso do dólar em geral, não só para a Venezuela, mas para os outros países também. Esta deve ser uma notícia pouco agradável para os EUA, mas receio que nos últimos anos eles se tenham excedido, desatando uma guerra de sanções contra a Rússia e exercendo pressão contra vários países, inclusive latino-americanos".

Ainda em setembro, o Venezuelano participou da cúpula islâmica. “Maduro anunciou que, com o objetivo de reduzir a dependência da Venezuela do dólar e das pressões dos Estados Unidos, Caracas se propõe a vender gás e petróleo em iuanes, ienes, rublos e rúpias, entre outras moedas” (Agência EFE). Claramente, Maduro está tentando mudar o paradigma sobre o uso do dólar como cotação para transações comerciais relacionadas ao petróleo.  

Segunda a Dow Jones Newswires, “economistas dizem que os custos das transações aumentarão para a Venezuela, caso os operadores do setor de petróleo tenham de converter seu dinheiro em outras moedas, já que os mercados do petróleo são dolarizados”.

Onde entra a El Petro nisso? Maduro e Hugbel Roa (talvez) pensaram PEQUENO. Mas, se você é o tirano, se você é o vilão, o poderoso Lord Sith, você tem que pensar mais ALTO, e se a moeda fosse utilizada para negociar petróleo entre os países Islâmicos? Entre a Rússia? Ou melhor, e se a OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) resolve-se utilizar a El Petro como moeda oficial (ou outra criptomoeda)? 32 Milhões de Barris por dia. Volume financeiro de mais de 2 bilhões por dia. Para 2018, a receita líquida de exportação de petróleo da OPEP é de 570 bilhões de dólares. Redução de custos de transação entre os países. Libertação dos dutos financeiros, lembre-se do SWIFT affair, "acordo swift" (https://pt.wikipedia.org/wiki/SWIFT).

Pense alto, você é o Tirano.

Voltemos a realidade. E, você? O que acha? Será El Petro mais uma shitcoin ou a virtualização do ouro negro?

Comente, compartilhe, pense, faça gritar sua indignação, mas com sabedoria e inteligência. Seja um Argonauta.

#arthurmesquitacamargo #elpetro #venezuela #petróleo #opep #argonautasnarede #HugbelRoa #blockchain #criptomoeda

Veja, escute, leia, pense, faça...

ARGONAUTAS

2017

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
contato@argt.com.br
61 99853-4925