• André Luiz Cordeiro Cavalcanti

Resultados da Black Friday


A sexta feira passada foi marcada pela black friday. Nesse dia, o comércio eletrônico registrou faturamento de R$ 2,1 bilhões durante a Black Friday de 2017, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (27) pela Ebit. O resultado representa uma alta de 10,3% na comparação com 2017, quando o segmento teve faturamento de R$ 1,9 bilhão. O número de pedidos cresceu 14% e chegou a 3,76 milhões. O tíquete médio, isto é, o valor de cada compra teve retração de 3,1%, passando de R$ 580 para R$ 562, na comparação entre os anos.

Segundo o blog Economia de Serviços, na Black Friday de 2017, pode-se observar com clareza o potencial do e-commerce no mercado brasileiro. O ticket médio de compras foi duas vezes superior à média mundial. Ainda, as vendas por meio do celular representaram parcela importante das vendas: quase um terço ocorreu via mobile, crescimento superior a 80% em relação a 2016. O varejo online, que já supera o físico em diversas categorias como eletrônicos, viagens e celulares, viu na data a chance de trazer novos consumidores para o mundo virtual.

O resultado impressionou: nos dois principais dias de oferta, o faturamento chegou a 2,1 bilhões de reais. As lojas físicas temem, inclusive, um menor crescimento nas compras de final de ano devido à antecipação nas compras promovidas pela Black Friday, e já se discute uma antecipação da data para agosto no próximo ano.

Comparando as edições de Black Friday de 2017 e 2016, a rede de afiliados Awin registrou um aumento de 21% em transações, gerando acréscimo de 29% em receitas para os principais varejistas online do mundo. Este ano, a rede global de afiliados também gerou 23% a mais de comissão para seus afiliados. No mercado nacional, a Awin rastreou mais de 170 mil vendas, número 7,5 vezes maior se comparado a uma sexta-feira comum e atingiu um crescimento de 64% em relação a 2016.

Além disso, no Brasil, as compras migraram, ainda mais, do Desktop para o Smartphone. Os celulares foram o canal de 16% das compras, enquanto que o Desktop respondeu por 84% das transações. Se comparados à Black Friday 2016, o mobile registrou crescimento de 4,32%, enquanto que o Desktop obteve queda de quase 4%. Consolidando os dados de todo o mundo, quase uma em cada três vendas foi rastreada através de smartphones, o que significa que as transações aumentaram em mais de um terço. Os tablets continuaram a desaparecer em importância, caindo 50%.

#AndréLuizCordeiroCavalcanti

8 visualizações

Veja, escute, leia, pense, faça...

ARGONAUTAS

2017

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
contato@argt.com.br
61 99853-4925