• Edilson Niehues Rodrigues Lima

Me explique por que algumas organizações ainda não cuidam da qualidade de vida no trabalho?


Precisamos falar sobre Bangladesh. Em abril de 2013, aproximadamente 377 pessoas morreram soterradas após a queda de um edifício de três andares, no qual funcionava uma fábrica de roupas. Dos trabalhadores que sobreviveram, vários afirmaram ter visto rachaduras em diversas partes da estrutura do prédio. Por ser um país extremamente pobre e populoso, sua maneira de manter-se perante o mundo é submetendo-se à grandes empresas, que aproveitando um momento no qual houve um “boom” de venda de roupas em lojas de departamento, decidiram baratear sua produção levando a mesma à países asiáticos subdesenvolvidos.

Existem pelo menos três problemas aqui: o governo omisso, a produção barata demais e a falta de fiscalização por parte das organizações. Por conta de não existir fiscalização, muitas empresas ilegais passam a oferecer um serviço terceirizado de “acessórios” das roupas, tais como: zíperes e botões. Itens que acabam sendo manufaturados por crianças, mulheres gestantes e até idosos em fábricas clandestinas, ganhando centavos por dia.. Tal situação ocorre em diversos países, não só nos asiáticos, tanto por falta de atenção midiática quanto por uma falta de entes internacionais, que sirvam para proteger os direitos daqueles que não os possuem.

Mas me explique aí, por que apesar de existir essa tal qualidade de vida no trabalho, muitos ambientes de trabalho continuam sem qualidade? Não se preocupe que tentaremos explicar – dê ênfase no tentaremos -. Existem diversos casos no qual a vida dos funcionários foi negligenciada em favor dos interesses das organizações.

O conceito teve seu início com a crise do modelo Taylor fordista de produção, onde não era mais possível conciliar uma produção em massa com a qualidade da vida dos funcionários, que estavam ficando cada vez mais qualificados e, portanto, exigentes em relação a suas atividades dentro da empresa. Foram então criados os Programas de qualidade de vida no trabalho, visando aperfeiçoar o modo com o qual as organizações tratavam os funcionários, tanto em um ambiente físico quanto em uma questão psicológica. Outro item de extrema importância para a introdução de tal conceito organizacional é a necessidade de se adaptar as mudanças ocorrentes no mundo, já que o conhecimento agregado à produção passou a influenciar grande parte das relações de trabalho.

Diferentes culturas passaram a coexistir em um mesmo ambiente empresarial, exigindo adaptação dos gestores, direitos trabalhistas foram de suma importância também, visto que o local de trabalho necessita ser higiênico e proporcionar uma forma saudável de labor ao funcionário. Em um contexto histórico administrativo, o conceito de QVT é o que vem depois da qualidade total. Engraçado se pensarmos que primeiro se preocupou com a qualidade do produto, para após isso preocuparem-se com os aspectos relacionados aos funcionários. Onde já se viu né, tratar ser humano que nem coisa. Eu hein.

Após aquele ocorrido em Bangladesh, diversas empresas que possuem parte de sua produção em países subdesenvolvidos, receberam atenção midiática e de seus clientes. Afirmaram que aumentarão sua fiscalização e que não será mais permitido esse tipo de exploração. Cabe aos clientes manter um olhar mais apurado de quais atitudes suas empresas preferidas estão a par, ou dizem que não estão. E aí, tá explicado?

Referências: Notícia:http://www..bbc.com/portuguese/noticias/2013/04/130428_bangladesh_tragedia_lado_obscuro

Moretti, Silvinha, and Adriana TREICHEL. "Qualidade de vida no trabalho x auto-realização humana." Revista Leonardo pós-Órgão de Divulgação Científica e Cultural do ICPG, Blumenau 1.3 (2003): 73-80.

http://darkroom.baltimoresun.com/2013/04/collapse-at-factory-building-in-bangladesh-kills-nearly-100-injures-many-more/people-rescue-a-garment-worker-who-was-trapped-under-the-collapsed-rana-plaza-building-in-savar/

#SiegridGuillaumonDechandt

0 visualização

Veja, escute, leia, pense, faça...

ARGONAUTAS

2017

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
contato@argt.com.br
61 99853-4925